Presente de aniversário para o amigo do meu esposo

Publicado por: anonimo em 15/02/2018
Categoria: Corno
Leituras: 15700 / Votos: 3 / Comentários: 1

Presente de aniversário para o amigo do meu esposo. Me chamo Cilene, tenho 37 anos, sou casada com o Genivaldo a 10 anos e somos um casal que acabou se tornando liberal com o tempo. Meu marido começou com uns papos de que sentia tesão em ver vídeos de outros caras fodendo as casadas. Ele disse que isso despertava muito tesão nele.
Com o tempo ele passou a trazer o Ricardo, um amigo do trabalho, para vir aqui com frequência. Ele sempre vinha almoçar, jantar, assistir jogo nos fins de semana e me olhava com uma cara de safado, afinal não sou de se jogar fora, sou uma morena de 1,65, 55 quilos e uma bunda bem empinadinha. O Ricardo começou a me comer com os olhos cada ve mais e confesso que isso foi me deixando louca, me sentia poderosa sendo desejada por outros homens.
Eu usava shortinho curto na frente dele e o meu marido adorava, as vezes ele enchia a cara e ia dormir bêbado e me deixava sozinha com o amigo dele, que me tarava com o olhar. Um dia meu marido chegou na lata e perguntou se eu tinha coragem de dar para o Ricardo, eu disse que não era nenhuma puta e que não me imaginava fazendo aquilo, mas quando meu esposo queria algo, ele conseguia me convencer e insistiu tanto que comecei a aceitar a ideia.
A oportunidade rolou no aniversário do Ricardo, ele fez uma festinha só para os íntimos no apartamento dele e eu e o Geni fomos também. Muita bebedeira, funk tocando e o aniversáriante bem altinho por causa da bebida. Depois umas 3 horas da manhã os amigos dele tinham ido embora e ficamos eu e meu marido.
Nisso o Geni falou que o melhor presente da noite estava pra chegar e que eu seria o presente do amigo dele. Eu fiquei nervosa na hora, gelei, eu não sabia o que dizer, então o Ricardo deu uma piscadinha pra mim e disse que queria me mostrar uma coisa. Quando fomos ao quarto dele, a cama tava arrumada, tinha uma camisola sexy em cima dela e um balde daqueles de hotel com garrafas de vinho. Ele botou vinho nas taças e ofereceu pra mim e pra o Genivaldo.
Isso foi o bastante pra me deixar soltinha e mais a vontade. O meu marido veio, me beijou gostoso e eu achei que ele ia me comer, mas depois do beijo ele mandou eu deitar na cama e o Ricardo veio pra cima de mim, me deu um beijo de língua e ficou tão próximo do meu corpo que senti sua rola pulsando em mim.
Eu senti que minha bucetinha tava bem molhadinha, ele começou a passar a mão nela e comentou como eu tava encharcada de tesão e perguntou se isso era porque eu tava querendo a rola dele. Respondi gemendo, ele tirou minha calcinha, deu uma cheirada na minha buceta e meteu a língua sem dó. Ele chupou gostoso pra caralho, aquela língua grande e macia entrava bem fundo na minha bucetinha.
Ele me tratou como uma puta e eu adorei
Ele me tratou igual uma putinha, uma cadelinha no cio, adorei me sentir a vagabunda dele, depois da chupada ele derramou vinho na minha barriga e começou a lamber, eu ma arrepiava inteirinha enquanto ele falava que sempre sonhou em comer minha buceta, que sempre quis chupar a xana da mulher do seu melhor amigo. Meu marido safado assistia tudo e comentava que eu tava gostosa, mandava eu abrir mais as pernas para o Ricardo me fuder, e quando ele meteu aquela rola grossa e veiuda eu fui ao céu, era grossa, cabia direitinho na minha bucetinha apertada, e nisso ele começou a bombar gostoso comigo embaixo dele bem arreganhada.
Ele meteu tanto que minha buceta ficou toda assada, ele ainda me fez cavalgar, tava tão gostoso mas eu já tava dolorida, aí ele tirou a pica e enfiou toda na minha boca, quase me engasguei mas ele e meu marido estavam com muito tesão vendo aquilo. Chupei gostoso a pica dele, engoli toda a porra grossa daquele macho e logo o safado ficou pronto pra outra e dessa vez meu cuzinho ia levar pica.
Eu tava nervosa, se na buceta doeu, imagina aquele caralho no meu cu? Mesmo assim deixei ele me comer, pedi pra ele ir devagar e o safado metteu de vez, as lágrimas até desceram mas quando ele começou a bombar esqueci da dor e senti muito tesão em ter meu rabo arrombado por aquele pirocudo.
Meu homem se acabava na punheta vendo a mulher dele dar para o amigo e enquanto ele comia meu cu o Geni veio e me fez chupar seu cacete meladinho, foi uma delícia um na boca e outro no meu cu. Desse jeito eu gozei gostoso e logo meu marido e o Ricardo começaram a punhetar na minha frente e gozaram tudo na minha cara, fiquei toda suja de porra. Essa foi uma das melhores fodas da minha vida, espero que tenham curtido a experiência.


Comentários

joelson em : 13/07/2019

Fiquei de pau duro Cilene parabéns bjs pra vc