o despertar da inocencia3

Publicado por: herege em 07/03/2020
Categoria: Interraciais
Leituras: 462 / Votos: 0 / Comentários: 0
Não quero passar por exagerado ou fantasioso mas na minha concepção , era realmente assim   que eu via os fatos, confesso que não acreditava   mais que Clarissa era aquela menina ingênua pura e delicada que eu pensava , ainda mais vendo a volúpia com que ela manipulava   aquele cassete    punhetando   e mamando gulosa completamente extasiada.
Bem verdade que   não conseguia engolir nem metade daquela enorme rola mas tentava colocar ela todinha na boca , e sem nenhum asco para quem chupava um   pau   pela primeira vez arrancou a camisinha perfumada e passou a chupar o cassete desencapado como quem quisesse provar o sabor do macho que se esbaldava na sua gulosa boquinha , ele com a mão sobre sua cabeça forçava ela engolir a rola cada vez mais ate ela se engasgar e perder o fôlego .
Uma baba pegajosa escorria pelos seus lábios, lagrimas vertiam dos seus olhos , e Clarissa soluçava chorosa, respirava fundo e gemendo caia de boca , sentindo que travava uma luta   contra aquele gigante , que tentava colocar a pica toda dentro da sua boca, enquanto ela lutava para conseguir engoli-la por inteiro , era uma disputa com os mesmos propósitos mas para ela com certeza era um desafio engolir ele todinho .
Marcão já não estava mais conseguindo resistir nem se conter, eu insano imaginei algo bíblico estar acontecendo , pois o gigante Golias estava sucumbindo á pequenina Davi no caso minha Clarissa   .
E dei um grito de jubilo comemorando a façanha dela que grunhindo como um animal , conseguira colocar a verga todinha dentro da boca deixando somente os ásperos   pentelhos dele se esfregarem nos seus lábios , as bolas batiam no seu queixo, e sua linguinha serpenteava entre elas.
Ele urrava igual um leão ferido , curtindo sua vara toda engolida,parado    sem dar uma bombada sequer , sentia seu pau pulsar como se tivesse vida própria algo impossível dele controlar , aquilo era uma visão maravilhosa ver os movimentos da pica se movimentando na garganta dela , mesmo ele estando estático , alucinado ele proferia um monte de palavras obcenas , apertando seus seios torcendo os mamilos dela que se contorcia se debatendo tentando buscar um pouco de ar para seus pulmões   , ele tremia insano quando retirou lentamente   a verga deixando a cabeça entre seus lábios ela ansiosa tentava respirar , mas não podendo mais se conter ele socou sem piedade estocou fundo seguidas vezes ate sentir um gozo alucinante invadir seu ser e despejou diretamente no seu estomago um rio de porra que jorrou como se um cântaro estivesse sendo despejado pelo gargalho dentro nela .
Então ele retirou o cassete brilhante reluzente de porra e baba da boquinha dela, que convulsionou recuperando o fôlego vomitando esperma e saliva ate mesmo pelas narinas ,um riso de satisfação e orgulho encantou o rostinho melecado   dela se vangloriando do seu feito , eu no estagio Maximo da minha loucura , me sentia o mais privilegiado   expectador do mundo vendo minha angelical filhinha sendo corrompida   , existia uma suplica muda nos meus olhos.
COME ELA FODE,   FODE ELA ESTRUPA ELA VAI , RASGA ESTA PUTA.

A minha ansiedade era enorme mas não era nada se comparada com a dela, mesmo que eu nunca planejara tais acontecimentos eu sentia um pouco de remorso por Clarissa ter enveredado por este caminho de desejos tão insanos , pois quem a entregara sem nenhum protesto nas mãos do seu algoz fora eu quando a levei á clinica onde houve aquela   descoberta mutua   pois me descobri um voyeur tarado doentio, e nela aflorou todos seus instintos ninfomaníacos pervertidos luxuriosos que por puro casuísmo caíram nas mãos de um sádico manipulador que aos poucos iria arrombar todos os buracos de Clarissa sendo que era isto o que ela mais ansiava , e eu mais desejava pois já não tinha mais escrúpulos e    quando meus olhos cruzaram com os dela   percebi a puta que habitava no seu corpo e sem nem mesmo perceber o que eu estava falando , eu proferia .
---CADELA VAGABUNDA , VADIA,    SAFADA, PUTA ,   PUTA PUTA
Ouvindo meus impropérios , ela se excitava muito   mais, seu corpo se contorcia , seu choro compulsivo aumentou    seus olhos lagrimejavam , insana ela se masturbava deixando seus sucos escorrerem pelas suas mãos e igual a mais vil de todas as CACHORRAS ela gritava   histérica e alucinada.
PIOR muito , PIOR ,    SOU MUITO MAIS , MUITO MAIS PAIII


Comentários

Seja o primeiro a comentar nesse conto