Estratégia para conquistar minha enteada

Publicado por: carlosazevedo em 19/01/2018
Categoria: Incesto Hetero
Leituras: 16959 / Votos: 5 / Comentários: 1
Olá a todos, hoje vou contar como não resisti e tive que bolar uma estratégia pra conquistar minha enteada Lucia, hoje ela tem 20 anos e está descobrindo o mundo, gostosinha, pernas grossas e muito bonita, confesso que sempre tive tesão por ela, principalmente agora que está se tornando uma mulher, mas sempre fiquei em espiar e passar a mão em suas pernas, peitinhos e de vez em quando em sua xaninha quando ela está dormindo, a uns 3 meses atrás, ela ganhou um note book e com internet sem fio começou a acessar de seu quarto. Criei um e-mail falso e com nome de mulher, me passei por uma garota de 19 anos, enviava alguns contos eróticos para ela, mas sempre mandava contos bons e curtos justamente para esquenta-la, até que um dia ela respondeu meus e-mails querendo saber quem era, comecei a trocar e-mails com ela e não demorou muito passou seu whatsapp, aí ela começou a me contar alguns segredinhos, começou com as esfregadas comigo que pareciam involuntárias mas que ela adorava, ela tinha muito tesão, depois contou as siriricas que ela fazia no quarto, os contos que ela começou a ler, aí tudo estava correndo como eu queria. Comecei a passar para ela as minhas fantasia como mulher, contei a ela que havia transado com meu primo, e se ela já havia feito algo parecido, ela contou que já havia se esfregado com os primos, me contou coisas incríveis que havia feito, mas tudo no esfrega. Perguntei se ela era virgem, ela foi rápida na resposta e disse que sim, mas que quase havia perdido com um garoto sem experiência nenhuma, ela gostou dos esfregas mas não o suficiente, para chegar a transar. As conversar começaram a fluir de forma natural, para ela eu era um garota de 19 anos e já com alguma experiência, passei a ela os links de sites com contos eróticos, comecei a selecionar alguns contos bem quentes e mandava o link para ela, com o tempo ela começou a se interessar realmente e já comentava contos que ela mesmo escolhia. Bom aí notei que chegou a hora de atiçar sua vontade de incesto, comecei a mandar a ela contos de incestos com primos, contava a ela que já havia feito com primos e até mesmo amigas. Ela começou a se interessar muito, perguntava coisas mais picantes, um dia ela confessou que bateu uma siririca lendo um conto que eu havia lhe mandado. Nisso já havia passado mais um menos um mês de nossas conversas, aquilo estava me deixando louco, eu olhava para ela e dava vontade de agarrar aqueles peitinhos duros, e as pernas grossas e torneadas, que tesão que me dava. Um dia fui a noite em seu quarto estava calor, ela estava dormindo de shortinho e camiseta, sem nada por cima, eu estava louco de tesão...comecei a passar a mão em suas pernas bem de levinho, fui subindo por sua barriguinha, ela dava uns suspirinhos , aquilo começou a me dar muito tesão, coloquei minha mão em seu peitinho por cima da camiseta e comecei a massagear, nossa que delícia, notei que ela começou a se contorcer e vi que ela estava acordando. Fui rápido puxei o cobertor e coloquei sobre ela comentando que estava começando a esfriar e tinha que se cobrir. Ela estava meio dormindo mas passou e deixei ela dormir. No outro dia estava no msn conversando com ela, ele me disso que achava que seu padrasto estava em seu quarto observando ela, perguntei como assim, ela contou que ele estava de madrugada em seu quarto e acha que ele havia passado a mão nela. Perguntei se ela tinha certeza, ela comentou que não tinha, mas que depois daquilo tinha ficado com muito tesão. Isso era o sinal para mim, até então não havia comentado nada com ela sobre o padrasto, mas diante da situação eu tinha que perguntar. Perguntei a ela, bom se ficou com tesão seu padrasto não é de se jogar fora. Ela comentou, olha ele não é de jogar fora não, tem 38 anos, um pouco de barriga, mas tem tudo em forma, e pelo jeito gosta muito de sexo, sempre escuto as transas dele com minha mão de madrugada e fico pensando as cenas. Olha Lucia, pelo que vc está me comentando deve ser bom ter um padraste desse em casa, vou te passar alguns contos. Aí enviei alguns incestos de enteadas com padrasto bem quentes, no outro dia ela me comentou que adorou os contos e tava louca de tesão. Perguntei se ele tinha algum desejo ou fantasia com seu padrasto, ela comentou que tinha algumas, mas agora estava florindo uma vontade louco e muito tesão, falei para ela começar a se mostrar mais para ele nos momentos que estava sozinho com ele em casa, você tem que atiçá-lo deixar ele te ver e ver seu corpo. No outro dia ela esperou sua mãe sair e foi para o banho, temos um banheiro grande com dois ambientes, é possível tomar banho no box e usar o banheiro e pia ao lado sem problemas, aí ela gritou lá do banheiro se não dava para eu pegar a toalha para ela que havia esquecido, isso já havia acontecido antes mas sempre pedia para a mãe dela. Bom não tive dúvida, foi até o quarto dela peguei uma toalha e levei ao banheiro, falei a ela vou abrir um pouco a porta e jogar sobre a pia, ela foi rápida, NÃO pode molhar dá para trazer aqui para mim? respondi, claro querida, abri a porta ela estava dentro do box, porta semi-aberta e ela comentou,ai obrigada, não sei onde eu estava com a cabeça de esquecer a toalha, nisso eu notei que ela havia jogado agua no vidro do boxe que não é transparente, mas sem estar embaçado dava para ver exatamente suas curvas, aquilo era lindo, por um momento olhei seu corpo de baixo até em cima, com a toalha na mão, fui em sua direção e entreguei a toalha, perguntei se estava tudo bem, ela comentou claro que sim, que agora estava melhor ainda, agradeceu pela toalha e eu sai do banheiro com meu pau igual uma pedra, notei que minha tática estava funcionando ela estava se exibindo para mim. Não dei mais tempo para nada sua mãe chegou logo depois, naquela noite eu transei com minha esposa louco de tesão pensando naquela situação. No outro dia perguntei a ela como estava tudo, ele me contou pelo msn o que havia feito, disse que tinha deixado seu padrasto louquinho, e que havia notado o volume por baixo de shorts dele quando ele entrou no banheiro, chamei ela de safadinha, e se continuasse assim não demoraria para ele pegar ela. Ela comentou que adoraria e que estava louca para ver aquele volume de verdade, queria tocar nele e se possível chupá-lo exatamente como ela já havia feito com seus amiguinhos. Nossas conversar foram ficando bem a vontade, ela começou a usar roupas bem mais sensuais, toda vez que sua mãe saia ela ia no quarto e se trocava, colocava algo muito mais sensual. Um dia eu estava no tapete da sala assistindo um filme com minha esposa, ela veio e deitou se ao lado de sua mãe e ficou nos meus pés no tapete, o filme foi passando e minha esposa pegou no sono, ela estava assistindo comigo e em um momento passou uma cena muito picante, tinha um cara pegando um mulher com muita sede, tirou a roupa dela a força e transaram como loucos, não era um filme pornô, mas as cenas eram boas, eu olhava para ela, estava com os olhos vidrados na tv, se mexias as pernas, esfregando uma nas outras, apás esta cena ele comentou que iria dormir, ao rolar no tapete no canto que ela estava, passou pelos meu pés e encaixou suas pernas em um dos meus pés, senti meu pé tocar no meio de sua pernas, ela rolou me deu um beijo de boa noite e foi para seu quarto. Falei para ela, se cobre bem pois está começando esfriar. Ela comentou tudo bem, qualquer coisa depois vc me cobre por favor. E foi para o quarto. Não tive dúvida ela estava louca de tesão...liguei meu pc, não demorou 19 minutos e ela ficou online, me chamou e disse que estava muito assustada, que havia feito algo muito gostoso e havia atiçado seu padrasto e tinha certeza que ele irá em seu quarto de madrugada, perguntei porque e ela me contou tudo. Falei para ela, olha se realmente ela for em seu quarto aproveite, pode ser a única vez, depois disso talvez vc não tenha mais oportunidade. Estava feito, meus planos deram certos ela estava pronta para transar com seu padrasto e eu tava louco para comer e chupar aquele corpinho que tanto desejei


Comentários

casal-ma-e-lu em : 24/01/2018

Otimo conto, votado