Esposa levou rolado rapaz no carnaval

Publicado por: tiozao em 12/01/2020
Categoria: Corno
Leituras: 2108 / Votos: 0 / Comentários: 0

Neste último carnaval, a convite de amigos, alugamos uma casa no litoral.
Diversos casais, crianças e alguns solteiros.
Umas 18 pessoas no total. Uma casa grande e bem ampla nos acolheu.
Dentre os solteiros, um rapaz alto, branco forte e jovem se destacava.
Nada de anormal.
Havia diversos quartos, então a turma ficou bem dividida no imóvel.
Durante o dia, muita praia, jogos de futebol e vôlei, caipirinha, cerveja e festa como um carnaval normal.
Já à noite, tomamos várias caipirinhas e aperitivos e fomos noite adentro num jogo de cartas.
As pessoas foram ficando com sono e pouco a pouco foram se retirando e indo dormir.
Numa determinada hora, ficamos somente eu, o rapaz e Rose, minha esposa, jogamos mais uma partida e tomamos mais uma, “a saideira”, mas já sem fazer barulho, pois todos já dormiam.
Acabamos o jogo, recolhemos tudo fizemos uma limpeza rápida já para nos recolher, sempre os três juntos. O rapaz sempre solícito e alegre a nos ajudar.
Já íamos nos recolher e lembrei-me do carro que estava estacionado duas casas abaixo, saí então para levá-lo a um estacionamento um pouco longe, mas o veiculo estaria seguro.
Eu levaria cerca de meia hora entre levar o carro e voltar.
Saí na rua e encontrei um casal amigo que estava hospedado duas casas adiante. Eles iam levar seu carro também ao mesmo estacionamento, e me ofereceram para levar o meu, ela levaria o carro deles e ele levaria o meu, assim, eu não precisaria ir, e os dois fariam companhia um ao outro.
Como estava com sono já, achei ótimo e entreguei a chaves ao meu amigo, que levou o carro.
Isso tudo se passou em uns 10 ou 15 minutos, entre conversar com os amigos, entregar as chaves e voltar a casa.
Entrei e vi um vulto pelo vidro canelado da porta da cozinha, cheguei mais perto e uma grande surpresa aos meus olhos.
Rose chupava avidamente o pau do rapaz, ajoelhada no chão, seios pra fora do sutiã e a mostra.
Caralho mano fiquei perplexo, filha da puta estava me traindo...
Fiquei puto da vida, sem pensar e sem fazer barulho num ímpeto saquei o celular e comecei a filmar os dois.
O objetivo era usar contra ela, pedir separação, sem fazer barulho fiquei a espreita filmando a cena que via perplexo de inicio.
Coração a milhão, quase saindo pela boca, adrenalina lá em cima, mãos tremulas.
Em segundos esse ciúme e sensações começaram a dar lugar a um certo tesão diferente e em breves momentos seguintes estava de pau duro vendo aquilo.
Fiquei ali, observando a cena e a desenvoltura de ambos.
Sim, ela é humana também, sente tesão, assim como eu, se fosse eu no lugar do rapaz também ia socar a rola na casadinha.
Fiquei ali então, observando agora com outro ponto de vista, sem fazer barulho e sem deixar que me vissem, mas agora para não estragar o prazer de ambos.
Rose ficou ali chupando a rola do Rapaz, que já estava pra lá de dura, e ele a segurava pelo cabelo socando em sua boca como se a fodesse.
Estavam ambos muito entretidos nestas preliminares, então mudei minha postura, tomando conta das portas para ver se não vinha ninguém que atrapalhasse, e para que ficassem a vontade.
Após uma senhora chupada no pau do novo amigo, Rose se levantou , beijou na boca e o puxou para o corredor externo da casa, onde continuaram aos beijos.
Continuei a espreita sem que me vissem e de olho para ver se aparecia alguém.
O Rapaz recebeu nova chupada no pau e já estava a ponto de bala.
Rose se levantou, virou de costas abaixando as calças e também levando a calcinha até os tornozelos.
Eu imaginava o que estava por vir, e de fato o rapaz ajeitou o pau entre suas pernas colocando em sua buceta.
Em segundos Rose estava sendo fodida com força e com gosto, fazia questão de empinar a bunda para que a penetração fosse mais funda.
Senti que ambos estavam inebriados naquela foda, então me fiz presente, mas sempre filmando.
Levaram um susto gigantesco ao me ver e pararam, o Rapaz neste instante ficou estático com o pinto duro dentro da buceta dela, quando iam falar algo, apenas fiz....
- Shhhhhhhhhhhh silêncio... Não parem, continuem, fico de guarda para caso chegue alguém.
Ambos atônitos me olharam, mas devagar começaram de novo.
Ele a fodia com gosto e com vontade, pau muito duro entrando e saindo quase todo de sua buceta que estava prá lá de melada.
O tesão era tanto que ela começou a querer gemer, então tapei sua boca para que não fizesse barulho e chamasse atenção.
Naquela situação toda Rose gozou no pau do rapaz que continuava socando sem dó em sua buceta.
A sensação de perigo, eu seu marido ali vendo aquilo tudo, um estranho fodendo sua buceta deixou Rose com mais tesão que o normal e se apresentava pra lá de melada.
O Rapaz então deus estocadas mais firmes, e mais fundas, parando em seguida, o que anunciava enfim seu gozo.
Ficou parado alguns segundos e tirando o pau já meia bomba da buceta de Rose, que pingou gotas de porra do macho que acabara de deixar em suas entranhas.
Novamente minha linda esposa se ajoelhou e novamente chupou o pau do rapaz agora mole, primeiro deixando-o limpo, e em seguida tentando excitá-lo novamente para nova foda, pois o tesão era enorme.
Eu continuava ali, meio atônito, mas com tesão naquilo tudo, assistindo e cuidando para que ninguém aparecesse ou escutasse algo.
Não demorou e o jovem deu sinal de vida endurecendo a rola que ia entrar na buceta da minha Rose novamente.
Novamente rose se levantou empinando a bunda deixando sua buceta vulnerável, e jovem sem dó começou nova penetração.
De inicio pau não totalmente duro e com certa dificuldade para entrar, mas foi só começar a comer ela de novo e perceptivelmente ficou duro como pedra.
Rose aguentava firme as estocadas do jovem e viril amigo, segurava os gemidos enquanto ele socava sem dó em sua buceta.
Após minutos e minutos sendo fodida como uma vadia, minha esposa gozou novamente no pau do amigo,
O rapaz, também com muito tesão fodia de forma firme socando fundo, com seu saco batendo na bunda da minha amada.
Perguntei baixinho se ele ia gozar de novo, ele fez que sim, então eu disse, fique a vontade....
De onde eu estava via a rola saindo quase toda e entrando de novo, então ele parou, e começou a tirar o pau inteiro da buceta e colocava até o fundo, tirava todo e colocava de novo.
Rose percebendo fechou um pouco as pernas, dando pressão no pau do Rapaz, que em seguida novamente colocou tudo até o fim, ficou parado alguns instantes segurando Rose pelo quadril, e Rose por sua vez empinando a bunda tentando receber tudo em sua buceta.
Imaginei que era o gozo dele, e tinha razão, ficou parado com o pau dentro da minha amada esposa por algum tempo, e quando tirou, tirou o pau já completamente flácido, e porra escorreu pelas pernas da Rose.
Rose então colocou a calcinha, calça, camiseta de antes e peitos dentro do sutiã.
O Jovem deu umas balançadas na rola como se espirrasse o resto da porra e vestiu a cueca e fechou sua calça.
Beijaram-se uma última vez e nos recolhemos sem nada dizer.
Rose dormiu a noite inteira com um anjo, deixei que dormisse até bem mais tarde, pois estava exausta, e não era para menos, minha esposa merecia um bom descanso após a surra de pica da noite anterior.

Abraços e beijos a todos.

Tiozão


Comentários

Seja o primeiro a comentar nesse conto