Meu chefe sedutor

Publicado por: pontog em 28/01/2018
Categoria: Hetero
Leituras: 3777 / Votos: 0 / Comentários: 0
Me chamo Cibely(nome fictício),sou negra 1,58 de altura,64 kilos, olhos castanho escuro . Meu patrão Alissonbranco(nome fictício)1,82 de altura aproximadamente 98 kilos, olhos verdes,voz sedutora, barba bem feita. Desde de que começamos a trabalhar juntos, notei um certo olhar que me deixava desconcertada sempre mto atencioso e simpático, em seu cumprimentos sempre fazia questão do contato físico(beijo e abraço ). Sempre que tinha que me passar algum serviço fazia questão de segurar nas minhas mãos, ou me surpreendia por trás falando ao meu ouvido. Uma das nossa rotinas era vistoriar o prédio, rotina diária por sinal; em uma dessa vistorias fomos verificar um problema na Torre onde o elevador subia e ficava preso. Fomos ate a Torre,entrei e ele logo em seguida entrou tbm, me pediu pra verificar a sala de máquinas, fui e logo chegou por trás onde pude sentir seu respiração em meu pescoço e ouvido,quando me perguntou encostando sua boca em minha orelha, se havia algum problema. Sem me virar respondi que estava tudo normal,foi ai que me disse que nem tudo ali estava normal, me encostou e pude sentir seu pau duro, na msm hr sentir um frio na barriga, quando segurou minha cintura apertando forte, me virou e me beijou gostoso onde enfiava a língua quase na minha garganta,passando a mão pelo meu corpo, abriu os botões da minha blusa, deixando meu sutiã à amostra, desceu a mão até minha calça abrindo-a, deixando amostra minha calcinha Preta, enfiou o dedo em minha buceta melada em seguida voltou com os dedos melados passando-os no bico dos meus seios e logo os mamou gostoso, com um jesto brusco desceu minha calça indo de encontro a minha buceta molhada, ele enfiava sua língua dentro dela enquanto apertava o bico dos meus peitos duros de tesão, dedilhava meu clitóris com movimentos circulares que me faziam ir à loucura em um desses momentos soltei um gemido alto, ele me olhou e sorriu, um sorriso safado ,voltou a minha buceta e me fudia com seu dedos,empurrando fundo, alternando dedo e língua enquanto eu segura sua cabeça e rebola em sua boca, em seus dedos.Eu gemia gostoso e ele metia mais fundo seus dedos, levantou- se rapidamente indo até minha boca e me beijando, me suspendeu me pondo encima do batente, e quando percebi ja estava todo dentro de mim, aquele pau rosado cheio de veia e nervos. Meteu com força, tentei me levanta mais ele me dominou segurando meus braços, falou: queta cachorra é minha agora, vai fazer como eu quero sou seu macho,metia cada vez mais forte ,quando me segurou e me virou bruscamente me pondo de contas pra ele ,com um dos braços segurou os meus me deixando imobilizada a sua mercê, socava tão forte que em alguns momentos doia, mais eu não estava nem aí rebolava na rola dele, mais que naquela posição batia firme no meu útero o que me fazia delirar de tesão,e aumentava ainda mais minha vontade de gozar,quanto mais forte socava,era dominada pelo desejo de gozar então aumentava a rebolada no seu pau,ele falava me xingava pergunta se ia gozar pra ele,segurava no meu rabo de cavalo com força, dessa forma alternando xingamentos e carícias me fez gozar em sua rola, foi quando consegui me soltar dele e o retirei de dentro de mim,e comecei a chupa-lo quando me falou: - gosta de chupa ne safada,desse jeito vou enche sua boca de leite, eu brincava com minha língua na cabeça do seu pau , fui até suas bolas e as botei dentro da minha boca. Voltei a chupar seu pau com mta vontade, louca de tesão ;quando a vontade de gozar em minha era demais me pediu pra pára, pois queria entra em mim. E assim o fez retirou imediatamente da minha boca, suspendeu uma das minhas pernas e meteu fundo,socava com força, cada vez mais forte ,onde a dor se mistura com o prazer e foi quando ele sentiu que ia gozar intensificou a socada, me fazendo ter espasmos de prazer ,me deixando com as pernas bambas,ele continuou socando até que o retirou seu membro de dentro de mim e me levou segurando em meus cabelos ate ele, e o colocou dentro da minha boca, eu o chupava e punhetava ele cada vez mais, passando minha língua em sua cabeça, melada todo seu membro a cada chupava me pedia mais, não para ,isso chupa vai , não pára... Até que foi inevitável, ele me deu seu primeiro jato de prazer todo em minha boca , aquele leite quente adocicado, seus os jatos enchiam minha boca, eu os engolia pouco a pouco, ele soltava seus gemidos a cada jato de leite. Percebi suas pernas extremecendo, e eu ali me deliciando com todo aquele leite adocicado. Ele me suspendeu com carinho me abraçou forte me beijou, susurrou em meu ouvido foi mais do que imaginei. Nos refizemos, pois ainda estava com o rosto ruborizado(avermelhados), descemos em seguida fomos almoçar.!


Comentários

Seja o primeiro a comentar nesse conto