Dejah

Publicado por: serenissima em 21/01/2020
Categoria: Poesia
Leituras: 195 / Votos: 2 / Comentários: 2
Dona absoluta de seu próprio viver
Tem seus ritos
Segue sempre os instintos.
E pra vocês, eu não minto
Essa moça cretina
Que brinca comigo
Percebe o brilho
Que desperta em meus olhos,
E o leve apertar das minhas coxas
Quando imagino a cena
De nossos corpos novamente fazendo poema...
Literatura impura
Que passa na minha mente.
Ela é heresia rimada com poesia
Pecados rimados com nossos corpos grudados.
É desejo
É gana
E desperta vontades insanas
Nessa poetisa de poesias sacanas


Sereníssima


Comentários

herege em : 14/02/2020

escrevo neste site a pouco tempo mas fico impressionado como osleitores deste site nao tecem comentarios nos contos , mesmo qie dossem criticas deveriam unteragir pois o que incentiva escrever sao os comentarios


teca em : 12/08/2020

Epaaaaa, nem todos leitores, Muito boa a poesia, adorei ler, votado.