Esperei sem calcinha o filho do casal de amigos - Helena de Troia

Publicado por: dammas em 13/10/2021
Categoria: Sexo Casual
Leituras: 378 / Votos: 0 / Comentários: 0

"então quando passamos por um caminhão, ele abriu o vidro, encostou do lado na pista dupla e levantou meu vestido, deixando minha bucetinha e cuzinho p caminhoneiro ver, aquilo me deu um tesão e comecei a rebolar, foi quando ele enfiou o dedo no meu cú, gemi gostoso, continuei chupando aquela pica gostosa, depois veio um outro caminhão, fez a mesma coisa, abrindo o vidro escuro e mostrando minha bucetinha e rabinho"


   Aquele dia, dormi feliz, e bem fudida, mas algo não saia da cabeça, eu queria fuder mais com ele, queria sentir a porra de novo, mas ele disse que queria comer, fuder meu cuzinho, eu só tinha tentado uma vez, e tinha sido horrível, tanto que não deixei colocar e não tinha tentado mais, eu teria que dizer não.
   Eu já estava louca de vontade de fuder de novo com ele, mas tinha que ir a Rio Grande trabalhar, fui com uma amiga, iria ficar dois dias, na primeira noite que cheguei falamos watts, disse que tinha adorado a noite, e que queria repetir, e que tomara que eu fosse bem putinha como a primeira prova demostrava, apenas mandei um "hehe..."foi ai que me enviou uma foto do pau duro, nossa que delicia, até coloquei a mão na xaninha que ficou bem molhada, o sem vergonha me pediu uma foto, como eu estava na casa da amiga, disse que tiraria quando fosse ao banho, e voltei ao trabalho. Quando fui tomar meu banho, levei meu cel e quando estava só de calcinha tirei uma fotinho e sem esperar resposta fui ao chuveiro, me masturbei gostoso pensando na reação dele com a foto, e notei que o barulhinho do watts não parava, quando sai do banho tinha uma foto dele todo gozado, com o pau melado e a mão cheia de leitinho, nossa adorei, ele pediu uma foto sem calcinha, claro que tirei, desta vez de frente, e disse que iria trabalhar, desliguei a internet do cel, pois precisava trabalhar.
   Acordei depois de trabalhar até tarde, e liguei a internet do cel, tinha um monte de recados dele, rsrsrs. Ao meio dia voltamos a falar, perguntei se ele iria me buscar, respondeu que só iria se eu o esperasse de vestidinho e sem calcinha, comecei a rir, e perguntei se ele viria, disse que sim ,que a tardinha iria me buscar, passei o dia pensando se esperaria sem calcinha ou não, mal conseguia me concentrar, e quando fui ao banheiro vi que minha xaninha estava molhada e inchadinha de tesão, pensei em me masturbar para me concentrar, mas não fiz, queria esperar ele assim, cheia de tesão.
   Avisou que estava saindo de Pelotas, em mais ou menos meia hora, fui ao banho e coloquei uma fio branquinha, e um vestidinho bem curto, e arrumei minhas coisas. Avisou que estava chegando e mandou por watts que eu tirasse a calcinha, não respondi nada.    Chegou, desceu do carro me beijou na boca, cumprimentou minha amiga, abriu a porta e saímos do condomínio, quando pegamos a BR, ele me perguntou se eu tinha feito oque havia pedido, abri minha bolsa, e mostrei a fio branquinha, levantei o vestido e mostrei que estava sem nada, ficou louco, vi o pau duro sobre a bermuda, e veio com a mão tocando na minha bucetinha molhada, eu fiquei de 4 no banco e abri a bermuda, o safada estava sem cueca e cai de boca na pica, nossa que vontade eu tava de chupar aquela pica linda, e fiquei de 4,ele com a mão passando, socando o dedo na minha bucetinha, disse que iria parar o carro, mas eu disse que não, então quando passamos por um caminhão, ele abriu o vidro, encostou do lado na pista dupla e levantou meu vestido, deixando minha bucetinha e cuzinho p caminhoneiro ver, aquilo me deu um tesão e comecei a rebolar, foi quando ele enfiou o dedo no meu cú, gemi gostoso, continuei chupando aquela pica gostosa, depois veio um outro caminhão, fez a mesma coisa, abrindo o vidro escuro e mostrando minha bucetinha e rabinho, óbvio que chupando a pica ele mandava e eu rebolava quando estávamos chegando em Pelotas, entrou em uma estrada de chão e me fez sentar na pica, sentei gostoso, tirava e botava, deixando só a cabeça da pica, e enterrava tudinho...avisei que ia gozar e pedi que colocasse o dedo todo, no meu cuzinho que eu queria gozar com o dedo lá, nem lembrei da camisinha, e senti ele despejar a porra ensopando minha bucetinha, escorreu tudinho, e gozei como uma vadia, gritando...implorando mais caralho e porra. Como o lugar era perigoso, pedi para por minha calcinha, mas ele roubou da bolsa, não me deu, me deu um gostoso tapa na cara, e disse que eu teria que ir nua na casa dele para buscar e fomos para casa, que tesão de carinha, bem como eu gosto.


Comentários

Seja o primeiro a comentar nesse conto