Mulata fode e o corno dorme

Publicado por: cesar em 15/01/2018
Categoria: Traição
Leituras: 3876 / Votos: 1 / Comentários: 1
Queridos amigos. Estou adorando o lance desses contos de pernambucanos e pernambucanas, com seus relatos e fotos. Essa mulata cavala é gostosa demais. Não é bonita, mas o corpo é de chamar atenção e a boca é uma maravilha. Ela é casada, quase 30 anos e é casada. Mora com marido nessa humilde residência no condomínio Marcos Freire. Fiz amizade com ela e o marido porque eles vendem bebidas nos finais de semana na praia de Piedade, em Jaboatão. Moro em Boa Viagem e um dia estava passando de carro quando avistei ela de shortinho branco todo dentro da bunda, super colado. Parei e pedi uma cerveja. Ela estava trabalhando com o marido. Mas estava uma delícia ver essa mulher pra lá e pra cá com shortinho socado no rabo e deixando a xana rachada. Fiquei doidinho. E passei a frequentar o ponto dele. Criamos uma amizade e eu não pensava em ter nada mais que isso. Num dia de sábado, umas 10 horas, começa a chover e os clientes saem do lugar. O tempo estava fechado e parecia que não ia acabar. Eu tenho uma caminhonete e ofereci ajuda para levar as coisas até sua casa. Eu estava com tempo livre. Eles falaram que era longe, que era um lugar feio. Mas isso me excitou. Fomos e realmente o local não parecia confiável. Ficamos tomando uma cervejinha lá. Mas o marido preferiu ficar na cachaça. Ele bebia demais e logo estava embriagado, falando besteiras. Ela olhava com vergonha. Falei que estava tudo bem. Umas 15 horas ele estava caindo de bêbado e ela a levou para a cama. Falei que já ia e ela me pediu para ficar um pouco mais. Foi quando desebafa, falando do mau casamento, das restrições e de não ser tratada com carinho. comecei a elogiar ela, que merecia carinho e atenção. notei ela um ser precisando demais de afeto. Fui ao banheiro e, quando volto, ela está na sala, mudando a estação de rádio, já com uma saia curta e solta. Acho que a bebida deu coragem. Encostei-me naquela bunda e a peguei pela cintura. Ela se entrega na hora. Fala que o marido não vai acordar. Bateu medo, mas isos foi mais excitante. Ouvíamos os vizinhos passando na frente da casa, perto. que tesão. Fomos aqui para essa área após a cozinha e ficamos nu. O corno dormia e nem imaginava isso. A bucêta dela era linda e maravilhosa. Apoio ela na parede, de costas para mim. Começo a beijar sua bunda e ela se contrai. Abro com as mãos, mas ela parece não querer. Mandei ela relaxar. ela falou que ali na bunda não. Falei que adorava e ela ia gostar. ela relaxa, abro bem ela e passo a beijar seu buraquinho do ânus e enfiar a língua. Ela começa a se tocar e gemer. que mulher. Ia foder ela ali mesmo. E no chão. Ela se senta, pego o celular e ela não gosta quando tiro esta foto. falei que estava apenas desligando. Mas tinha de mostrar a vocês. Fodi ela toda aberta aqui no chão mesmo. Parecíamos dois bichos do mato. Ela gemia comigo em cima dela. Queria comer seu cuzinho, mas ela falou que nunca deu e não queria naquele momento. Respeitei e fodi demais essa bucêta, olhando para a cara da puta safada. a hora de gozar, saio e esporro em sua cara e seios. tinha comido a casada na casa do corno, que dormia e roncava.


Comentários

darkwolveryne em : 01/07/2018

cadê a foto?